Ingressar no ensino superior tem sido o sonho de muitos jovens e adultos. Conseguir o diploma universitário, se especializar e seguir a profissão que tanto sonhou é um grande passo na vida das pessoas. Atualmente existem universidades públicas e privadas, ampliando assim as possibilidades de realizar o sonho da graduação.

Existem também algumas formas de ingressar nessas universidades, dentre os programas oferecidos pelo governo estão o SISU, FIES e PROUNI. São programas que permitem uma maior concorrência para conseguir uma vaga na faculdade ou para financiar os seus estudos em uma instituição privada, como é o caso do FIES.

Quais faculdades aceitam o FIES?

Para aqueles que estão interessados em realizar a graduação através do FIES é importante, antes de tomar outras decisões, saber quais instituições privadas aceitam o programa. A participação no mesmo é opcional e é a faculdade ou universidade que se inscreve no programa, não sendo ele obrigatório para todas as instituições de ensino superior.

Portanto, no site do FIES, você tem acesso às faculdades ou universidades que aceitam o programa para seus cursos. Através dessa informação você poderá escolher em qual instituição poderá realizar sua graduação. É importante ressaltar que as instituições participantes são reconhecidas pelo MEC e seus cursos aprovados pelo governo, apenas nesses casos ela poderá se inscrever no programa.

Algumas instituições optam por não participarem do FIES, mas oferecem outras formas de acesso à graduação, com exames de bolsas e financiamentos estudantis próprios. Escolha qual curso deseja realizar e pesquise as instituições participantes, caso a que você tanto sonha não esteja no programa você pode procurar o local para outros programas de ingresso.

O que é o FIES?

Criado em 2001 o Fundo de Financiamento Estudantil, ou mais conhecido como FIES, é um programa do Ministério da Educação do Governo Federal. Seu principal objetivo é oferecer financiamento estudantil em cursos superiores nas instituições privadas de ensino espalhadas por todo território nacional, desde que ela esteja inscrita no programa.

Atualmente o programa passou por uma reformulação, criando assim o novo FIES. Com ele o programa foi dividido em três modalidades, indo do financiamento com juros zero ao financiamento com juros, variando de acordo com a renda familiar do candidato. É importante ressaltar a necessidade da renda para participar do programa.

Sendo assim pode ser concedido o financiamento sem cobrança de juros ao final do curso em alguns casos. De forma geral o programa consiste em um empréstimo ao estudante, onde o governo realiza o pagamento do curso superior à instituição de ensino e, após formado, o aluno realiza o pagamento de empréstimo para o governo federal.

Como participar do FIES?

Para estar apto a participar do programa, o estudante interessado deve ter, em primeiro lugar, renda familiar de até três salários mínimos por pessoa. Assim sendo o programa é destinado para aqueles que não possuem condições de arcar com a mensalidade de uma faculdade particular, ampliando assim o acesso ao ensino superior no país.

Além da renda, é necessário que o aluno escolha uma instituição participante do programa e um curso reconhecido pelo MEC, apenas nesses casos o benefício é concedido. É necessário ainda não ter sido contemplado com o programa ou estar inadimplente com o mesmo.